Convivendo com a solidão

por Ariádni Said Fernandes

Quantas vezes você já sentiu solidão? Provavelmente não saberia contar, não é mesmo? Muitas vezes, por mais pessoas que estejam a nossa volta, nos sentimos sós. É como se um vazio estivesse instaurado dentro de nós mesmos, e para onde quer que caminhemos temos a sensação de queda eminente, sem uma mão para nos amparar.

Surge então uma tristeza e um desânimo que nos faz pensar se algum dia conseguiremos sair desta situação. Parece que a felicidade se escondeu em algum lugar impossível de ser descoberta. A sensação é de que seu perfume virou um verdadeiro repelente à vida social.

Mas você já se perguntou qual sua responsabilidade nesta situação? Como você tem agido quando se encontra com aquelas pessoas que tanto gostava e que se afastaram por algum motivo? Será que sem perceber não foi você mesmo quem se afastou delas?

Às vezes nós mesmos buscamos um pouco de solidão por sentirmos a necessidade de estarmos por alguns instantes introspectos. Mas se você está percebendo que a sua solidão deixou de ser opcional e passou a ser imposta, esse é um sinal de que algo não está muito bem.

Tente analisar se você não está se isolando do mundo cada vez mais por julgar que ninguém nunca irá entendê-lo. Comece a se questionar sobre o seu comportamento bem como a dedicar um pouco do seu tempo para “se reconhecer”, para se “reencontrar”.

Afinal reencontrar-se e aprender a desfrutar de sua própria companhia pode ser um importante caminho para sair da solidão!

Boa sorte nessa sua jornada!